Aconteceu na Rio 2016: Veja 10 fatos marcantes do primeiro dia dos Jogos

Compartilhe:

O sábado de sol na abertura do dia de competições no Rio de Janeiro, teve momentos de alegria e tristeza para os atletas olímpicos. Da primeira medalha do Brasil nos Jogos, com Felipe Wu no tiro, à lesão do ginasta francês Samir Ait Said, que quebrou a perna, a torcida que compareceu às arenas pôde vivenciar o drama dos Jogos. Acompanhe abaixo, dez momentos marcantes desse sábado.

A seleção brasileira feminina de futebol deu um show no Engenhão, ao golear a Suécia por 5 a 1. destaque para Martha e Bia que fizeram dois gols cada. Cristiane, que também marcou, saiu machucada e preocupa para a sequência da Olimpíada.

Os nadadores Felipe França e João Gomes brilharam na piscina do Estádio Olímpico de Natação. Ambos se garantiram na final dos 100m peito, que acontece na noite deste domingo, a partir das 22h. Felipe conseguiu avançar à decisão com o sexto tempo entre as duas baterias. João fez a sétima melhor marca da etapa, e é outra chance de medalha para o Brasil.

João Gomes e Felipe França disputam a final dos 100m peito neste domingo (Foto: Agência EFE)

A seleção americana de basquete atropelou a China na Arena Carioca 1. Foram 57 pontos de diferença, com placar de 119 a 62. Destaque para a atuação de Kevin Durant, que marcou 25 pontos, chegou a perder o tênis numa disputa de rebote, tamanha a entrega na partida.

kevin-durant-eua_reu_olympicgames
Kevin Durant foi destaque no confronto entre Estados Unidos e China Olimpíadas pela Rio 2016 (Foto: Agência Reuters)

As meninas da seleção de handebol derrotaram a Noruega por 31 a 28, na primeira partida pela competição olímpica. Com uma atuação segura, o Brasil realizou a façanha sobre a atual  bicampeã olímpica e campeã europeia e mundial (2011 e 2015). A primeira vitória em um jogo oficial contra as norueguesas serviu também como um bom recado para as demais rivais.

O Brasil não deu chance à Noruega (Foto: Marko Djurica / Reuters)
O Brasil não deu chance à Noruega (Foto: Marko Djurica / Reuters)

A tenista belga Kirsten Flipkens tinha uma das tarefas ingratas logo em sua estreia na Olimpíada do Rio de Janeiro. Enfrentar a ex-número 1 do mundo Venus Williams (atual número 6 do ranking da WTA) de igual para igual. Foi duro, mas recompensador para a belga. Com parciais de 4/6, 6/3 e 7/6, ela bateu a americana, medalha de ouro em Sidney-2000, e avançou à segunda rodada da chave de simples.

 

Kirsten Flipkens beija a quadra após vitória contra Venus Williams (Foto: Reuters)
Kirsten Flipkens beija a quadra após vitória contra Venus Williams (Foto: Reuters)

Os ginastas brasileiros tiveram um dia histórico com o excelente desempenho em uma manhã mágica na Arena Olímpica. deu tranquilidade. As vagas nas finais eram questão de tempo. A primeira confirmada foi a por equipes. E os cinco ginastas também se classificaram para decisões individuais. O Brasil vai estar representado em cinco finais – e com dois representantes em duas delas. Um recorde – a antiga marca era de Londres 2012, com duas decisões.

Equipe brasileira de ginástica artística masculina olimpíada Rio 2016 (Foto: Ricardo Bufolin - CBG)
Equipe brasileira de ginástica artística masculina olimpíada Rio 2016 (Foto: Ricardo Bufolin – CBG)

O ginasta francês Samir Ait Said protagonizou o momento mais tenso do primeiro dia da ginástica artística nos Jogos. Na segunda subdivisão da classificatória masculina, o atleta caiu de mal jeito durante a execução de seu salto e fraturou a perna em uma imagem forte. O susto comoveu todos os presentes e gerou um coro de lamentação da torcida na Arena Olímpica da Barra.

A piscina do Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos tem feito bem para os nadadores. O revezamento 4x100m da Austrália encerrou a noite de sábado com uma nova marca na história. A equipe composta por Emma Mckeon, Brittany Elmslie, Bronte Campbell e Cate Campbell nadou para 3m30s65 e ficou com o ouro na prova.

O atleta Felipe Wu conquistou a prata na pistola de ar 10m e foi o primeiro brasileiro a ir ao pódio nos Jogos do Rio. O ouro ficou com Xuan Vinh Hoang, do Vietnã, absolutamente genial no último tiro. O bronze foi para Pei Wong, da China.

Felipe Wu exibe a sua prata (Foto: GETTY)
Felipe Wu exibe a sua prata (Foto: GETTY)

Em um Maracanãzinho praticamente lotado, a seleção feminina de vôlei não fez um jogo brilhante, porém, a diferença de nível impediu qualquer sonho do lado de Camarões. Em busca do terceiro ouro olímpico, a seleção começou seu caminho nos Jogos do Rio com vitória: 3 sets a 0, parciais 25/14, 25/21 e 25/13.

A seleção brasileira saúda a torcida no Maracanãzinho (Foto: Marcelo del Pozo/Reuters)
A seleção brasileira saúda a torcida no Maracanãzinho (Foto: Marcelo del Pozo/Reuters)

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *